sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

A Biblia!

INSTRUÇÕES A UM JOVEM PASTOR

Estudos biblico

ESTUDO 1 – CONHECENDO O REMETENTE E O DESTINATÁRIO

Tendo em vista o crescimento espiritual dos irmãos e também a necessidade que temos de ter um conhecimento maior da Bíblia,

num tempo onde os crentes estão descuidando do estudo bíblico, preferindo a superficialidade

Sabendo mais da carta

O nome Timóteo significa – “aquele que adora a Deus”

Timóteo nasceu em uma colônia romana na província da Galácia que se chama LISTRA. Era filho de um casamento misto, seu pai era gentio e sua mãe judia.

Atos 16.1b

...Timóteo, filho de uma judia crente, mas de pai grego;

Sabemos pouca coisa sobre o pai de Timóteo. Ao que parece não se tornou um cristão. A mãe de Timóteo chamava-se EUNICE e sua avó LÓIDE. Elas foram convertidas pelo resultado da visita de Paulo a Listra em sua primeira viagem missionária. Elas educaram Timóteo nas Escrituras Judaicas desde criança e tiveram muita influência na conversão do próprio Timóteo para o cristianismo.

Alguns anos mais tarde, quando Paulo voltou a Listra em sua segunda viagem missionária, Timóteo já se destacava entre os cristãos e Paulo o levou consigo em sua viagem.

Atos 6.1-3

1 - Chegou também a Derbe e Listra. E eis que estava ali certo discípulo por nome Timóteo, filho de uma judia crente, mas de pai grego;

2 - do qual davam bom testemunho os irmãos em Listra e Icônio.

3 - Paulo quis que este fosse com ele e, tomando-o, o circuncidou por causa dos judeus que estavam naqueles lugares; porque todos sabiam que seu pai era grego.

Duas coisas aconteceram naquela viagem. Timóteo teve de ser circuncidado de acordo com o costume judeu a fim de evangeliza-los. Logo depois Paulo e os anciãos da igreja impuseram as mãos sobre Timóteo para separá-lo e equipá-lo para o ministério (1 Timóteo 4.14).

A partir daí Paulo e Timóteo se uniram no mesmo trabalho. Timóteo acompanhou o apóstolo por várias regiões e cidades, o que gerou entre os dois uma relação de pai e filho.

A carta de Paulo a Timóteo foi escrita depois que Paulo saiu da primeira prisão que sofreu em Roma e de reassumir a sua posição no trabalho missionário. Timóteo estava encarregado de cuidar da igreja de Éfeso.

Considerado ainda um jovem, sua idade aproximada era de até 35 anos. Era um pastor tímido e retraído por natureza, além de não gozar de muito boa saúde.

Tema e características da carta

Sendo jovem e à frente de uma grande igreja Timóteo precisava de orientação. Ainda mais numa época em que não havia seminários, cursos, e nenhum livro ensinando como se tornar um bom pastor. Ele achou essa orientação no apóstolo Paulo.

E aqui acontece um contraste interessante. A diferença entre Timóteo e Efésios (que estudamos a pouco tempo) é que, enquanto Efésios é uma carta dirigida a uma igreja, Timóteo é uma carta dirigida a um indivíduo, a um pastor.

O versículo chave desta carta está no capítulo 3.15 – “Para que... fiqueis cientes de como se deve proceder na casa de Deus”.

Em linhas gerais, Paulo orienta Timóteo nas seguintes áreas:

  • Conselhos práticos de como um bom líder deve atuar.
  • Orientações sobre a organização da igreja.
  • Ênfase sobre o ensino da sã doutrina
    • a carta contém meditações teológicas a respeito da salvação que Deus oferece em Jesus
    • salvação pela graça
    • apresenta Cristo como único mediador entre Deus e os homens
    • fala também da encarnação ressurreição e ascensão de Jesus
    • aborda a segunda vinda de Cristo
    • expande o conceito ESCRITURA além do Antigo Testamento para incluir elementos da revelação do Novo Testamento

Estas são algumas características que encontramos na carta que estudaremos detalhadamente nas próximas semanas.

Leitura do texto

Hoje como já dedicamos um tempo a introdução da carta, veremos os 2 primeiros versículos da mesma. Vejamos o que esta saudação de Paulo pode nos ensinar.

1 Timóteo 1.1-2

1 – Paulo, apóstolo de Cristo Jesus, pelo mandato de Deus, nosso Salvador, e de Cristo Jesus, nossa esperança,

2 – a Timóteo, verdadeiro filho na fé: Graça, misericórdia e paz, da parte de Deus Pai e de Cristo Jesus, nosso Senhor.

A saudação de Paulo nos ensina sobre as...

1. QUALIFICAÇÕES DE PAULO

1 Timóteo 1.1-2

1 – Paulo, apóstolo de Cristo Jesus, pelo mandato de Deus, nosso Salvador, e de Cristo Jesus, nossa esperança,

Como já vimos, é costume de Paulo iniciar suas cartas com o nome do remetente e destinatário.

Note que, logo após o seu nome ele apresenta-se como APÓSTOLO DE CRISTO.

A – APÓSTOLO

Por que Paulo destaca que ele é apóstolo? Será que Timóteo não sabia que Paulo era apóstolo de Jesus Cristo?

Pela introdução que fizemos à pouco sobre a amizade destes dois, era de supor que naturalmente Timóteo sabia que Paulo era apóstolo.

Mas, saber de algo não implica no fato que seja desnecessário reafirmar.

Sabemos, por exemplo, que devemos amar o nosso próximo como a nós mesmos. Todavia apesar de sabermos, sempre estamos reafirmando esta realidade nas pregações, nas conversas. Aliás, as nossas reuniões semanais na igreja, enquanto para os crentes mais novos é um aprendizado, para os crentes mais experientes é um reforço! É o momento que reafirmamos aquilo que aprendemos!

Também acontece o mesmo aqui. É válido que Timóteo se confronte mais uma vez com a realidade mais de que Paulo é apóstolo de Jesus Cristo.

O significado da palavra APÓSTOLO é: mensageiro, enviado com plenos poderes. Os apóstolos formavam um ofício da igreja que não existe mais nos nossos dias, visto que eles necessitavam ser testemunhas oculares da ressurreição de Cristo.

2 Pedro 1:16

Porque não seguimos fábulas engenhosas quando vos fizemos conhecer o poder e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, pois nós fôramos testemunhas oculares da sua majestade.

Observe no versículo 1, que além de APÓSTOLO de Jesus Cristo, Paulo é ENVIADO POR DEUS. Ele faz sua missão pelo mandato de Deus. Isso quer dizer que as orientações que Paulo irá dar nesta carta não procedem de um cristão caprichoso simplesmente. Mas sim de alguém que é enviado pelo próprio Deus. Isso garante uma ênfase extra na importância das orientações contidas na carta.

Significa que Paulo não pode escrever o que simplesmente vem à sua mente. Ele representa a Jesus Cristo. É o seu enviado.

Da mesma forma como fazemos com as atas da igreja, onde o pastor rubrica dando autenticidade às mesmas, é que acontece aqui. É como se Paulo estivesse escrevendo, e em cada folha há uma rubrica de Jesus, como autoridade garantindo a autenticidade da carta.

É por isso que o apóstolo atua em nome de quem o envia, tem um cargo de representação. E quem se encontrava com um apóstolo, sabia que está se encontrando com um embaixador de Cristo.

E este é o caso da carta também. Paulo escreve-a, mas de tal maneira que Cristo fale pela carta... É importante termos isso em mente quando lemos esta carta.

Um outro motivo pelo qual Paulo enfatiza que é enviado pelo próprio Deus é o fato de que muitos o acusavam de auto-promoção a apóstolo. Como se Paulo tivesse inventado esse cargo e ocupado sem autorização de Deus.

Mas Paulo tem a certeza de que o seu cargo descansa em um mandato de Deus, nosso salvador e de Cristo, nossa esperança.

APLICAÇÃO

Estamos vivendo uma época onde infelizmente as pessoas não respeitam mais os oficiais da igreja. Não respeito diáconos, presbíteros, pastores – esquecem que são ofícios dados pelo próprio Deus a estas pessoas. Por isso elas precisam de nosso apoio e oração.

Continuemos... Observe os adjetivos com os quais Paulo fala de Deus e Jesus.

C - DEUS SALVADOR / CRISTO ESPERANÇA

Geralmente, quando encontramos a palavra SALVADOR no Novo Testamento a referência é a Jesus Cristo. Mas esta palavra também pode ser usada com relação a Deus.

Isaías 45:21

... Deus justo e Salvador não há além de mim.

Tito 1.3

... no tempo próprio manifestou a sua palavra, mediante a pregação que me foi confiada segundo o mandamento de Deus, nosso Salvador;

Mas por que Paulo nos lembra que Deus é o nosso salvador?

Simplesmente porque desde aquela época, até hoje muitos contestam a existência de Deus. Muitos afirmam que Deus é um ser impessoal, um poder indeterminado sobre nós, no qual nós só podemos pensar ou meditar. Outros por ai falam sobre Deus, mas não conhecem a Deus.

Por isso o que Paulo fala aqui é totalmente distinto: Deus é nosso Salvador; ele liberta nossa existência do poder do pecado e da morte.

Para ficar mais claro, vamos dar um exemplo...

Ilustração

Imagine que você quando era criança foi salvo da morte por um certo SENHOR X. Depois de vários anos alguns amigos vão na sua casa e lá está o SENHOR X e eles perguntam: Quem é este senhor?

E um outro amigo responde: Ah, este é o SENHOR X, vive numa casa muito bonita, tem um carro caríssimo e cria dois cachorros.

Ora, estes detalhes são coisas que você bem saberia dizer. Mas se você dissesse a resposta ao seu amigo sobre quem é o SENHOR X, o que diria: Este é o SENHOR X, ele é o meu salvador. Sua resposta foi muito mais profunda do que a do seu amigo. E mostra que há um relacionamento mais profundo.

Assim também são as pessoas fazem com relação a Deus. Pode-se dizer muita coisa a respeito de Deus, com várias informações. Mas é muito mais significativo quando se diz: DEUS É MEU SALVADOR. É isso que Paulo faz.

A mesma coisa se aplica ao que Paulo diz sobre Jesus. Pode-se afirmar muita coisa sobre Jesus. Alguns dizem que ele foi apenas profeta. Outros afirmam que foi um revolucionário ou mesmo até pacifista.

Entretanto Paulo expressa claramente que Jesus é NOSSA ESPERANÇA. Esperança num sentido positivo, concreto e real. Ele é o mediador da aliança da graça! Toda a nossa esperança de vida eterna está depositada em Cristo.

Colossenses 1:27

... Cristo em vós, a esperança da glória;

Romanos 8:25

Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o aguardamos.

A saudação de Paulo nos ensina sobre as...

2. QUALIFICAÇÕES DE TIMÓTEO

1 Timóteo 1. 2

2 – a Timóteo, verdadeiro filho na fé: Graça, misericórdia e paz, da parte de Deus Pai e de Cristo Jesus, nosso Senhor.

A – TIMÓTEO ERA UM CRISTÃO VERDADEIRO

Note que Paulo trata a Timóteo como verdadeiro filho na fé. Já dissemos que Timóteo aprendeu de Cristo e se converteu por meio da pregação de Paulo. E não foi uma simples simpatia pelo evangelho passageira. Foi de fato uma autêntica conversão, por isso o adjetivo ‘verdadeiro filho’.

Lembre-se que Paulo só levou Timóteo consigo porque este se destacava na obra do Senhor! Era sem dúvida um cristão autêntico!

A carta é escrita a esse filho na fé que agora tem grandes responsabilidades. Está à frente de uma grande igreja, que enfrenta problemas de doutrina, falsos mestres e organização.

Este jovem pastor precisava das três bênçãos que Paulo invoca sobre ele:

  • Graça – É a atitude benevolente, a afeição a Deus pelos pecadores, quando na verdade mereciam a sua ira.

  • Misericórdia – Deus é clemente, e não acusador. O nosso relacionamento com Deus é permeado pela sua misericórdia. Deus não fica frio e imóvel diante de nossas misérias e erros, assistindo nossa desgraça. Ele exerce misericórdia.

  • Paz – Assim com agora temos PAZ com Deus em Jesus Cristo, podemos também desfrutar dessa paz uns para com os outros. Paz que cura famílias, que afasta as mágoas, que aproxima-nos uns dos outros.

O interessante nessa bênção, é que quando olhamos para outras epístolas vemos que ela é formada somente pelas palavras GRAÇA e PAZ, mas nas cartas para Timóteo bênção é formada de três palavras: GRAÇA, MISERICÓRDIA e PAZ.

Esta é uma carta pastoral e isso parece sugerir que os pastores necessitam ainda mais da graça, da misericórdia e da paz de Deus para cumprirem o seu dever fielmente, exercitando o perdão e o amor.

APLICAÇÃO

Da vida de Timóteo aprendemos o quanto pode ser marcante ser um cristão autêntico. O quanto pode ser bênção para aos que nos cercam e para a igreja.

Da bênção que Paulo invoca sobre Timóteo percebemos que na prática temos o costume de invocar essa bênção somente na igreja como um todo. Mas, de acordo com esta carta, também se pode invocar a bênção sobre pessoas individuais.

E pensando assim, ‘Graça e Paz’ – ‘A paz de Deus’ – não são modismos ou cumprimentos de igrejas específicas, mas são bênçãos que cristãos podem desejar a outros, como Paulo faz aqui a Timóteo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.